Tempo de leitura 4 minutos

Os últimos dias têm sido agitados após o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil crescer. Com esta alta, as dúvidas sobre a doença e sua transmissão também aumentam. 

Continue lendo este post e saiba quais são as orientações dos médicos especialistas e quais as medidas adotadas pelos órgãos do governo sobre como proteger seu negócio, seus funcionários, seus clientes e sua família.

Afinal, o que é o coronavírus?

De acordo com o Ministério da Saúde, Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias em humanos e animais. O novo coronavírus, descoberto em 31 de dezembro do ano passado após casos registrados na China, provoca a doença chamada de Covid-19.

Os sintomas são principalmente respiratórios, semelhantes aos de um resfriado comum. Alguns casos podem ser mais graves, por exemplo, em pessoas que já possuem outras doenças. Nessas situaçōes, pode ocorrer síndrome respiratória aguda grave e complicações. Em casos extremos, pode levar a óbito.

O coronavírus ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença, mas os principais são sintomas conhecidos até o momento são: febre, tosse e dificuldade para respirar.

Como o coronavírus é transmitido?

As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas de acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Qualquer pessoa que tenha contato próximo, aproximadamente 1 metro, com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.

O período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam a 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

A transmissibilidade dos pacientes infectados é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do coronavírus sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

Como é feito o diagnóstico do coronavírus?

O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios. São coletadas duas amostras que são encaminhadas com urgência para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) da região onde a pessoa está. Clique aqui e saiba onde fica o da sua região.

Se confirmada a contaminação, os casos graves são encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento e os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Clique aqui e confira a lista de Unidades de Básicas de Saúde que prestam atendimento em seu município.

Como é feito o tratamento do coronavírus?

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. O Ministério da Saúde recomenda repouso e consumo de bastante água. 

Algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso e sob orientação médica, podem ser adotadas:

  • Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
  • Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse.

Como prevenir o contágio?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização;
  • se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • ficar em casa quando estiver doente;
  • cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
  • limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência;

Para não ser afetado pelas fake news sobre o coronavírus acompanhe o todas as ações do Ministério da Saúde no portal criado para auxiliar e orientar toda a população sobre a doença.

Você também pode acessar os portais disponibilizados pelos governos estaduais. 

No estado de São Paulo, o Instituto Butantan, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, mantém uma página especial no portal da entidade com conteúdos multimídia sobre o novo coronavírus, com informações e dicas sobre prevenção e combate à doença. 

Em um dos vídeos, o instituto orienta a forma correta de lavar as mãos já que a higienização é uma das principais formas de prevenção. Clique aqui e saiba mais.

E para acompanhar as notificações de casos de doença pelo coronavírus no Brasil acesse o portal criado e disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

E pensando no seu negócio a Oni reuniu as ferramentas necessárias para você administrar seu buffet ou sua casa de festas remotamente.

E não é só isso, a Oni conversou com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Região Metropolitana de Campinas (Abrasel RMC), que deu dicas para a realização de festas no seu espaço:

  • distância mínima de 1 metro entre as cadeiras;
  • manter uma distância mínima de dois metros entre as mesas;
  • manter e ampliar as normas de higienização, com vista a garantir o mínimo de segurança do cliente durante sua estadia no estabelecimento;
  • orientar os funcionários do atendimento para que não tenham contato com os clientes;
  • evitar cumprimentar com aperto de mão ou outro tipo de contato;
  • orientar o funcionário a aumentar a higienização com maior freqüência.

Ah, e a Abrasel ainda disponibilizou uma apostila que pode ser muito útil para seu negócioE lembre-se, dúvidas acesse sites oficiais e não compartilhe fake news!

Ericka Araújo

About Ericka Araújo

Jornalista apaixonada por séries, filmes, café e uma boa prosa. Quando não está escrevendo, está comendo e, as vezes faz as duas coisas ao mesmo tempo.

One Comment

Leave a Reply